Mestrado e Doutorado Seleção 2019

CHAMADA PÚBLICA – MESTRADO E DOUTORADO EM HISTÓRIA DAS CIÊNCIAS E DA SAÚDE / SELEÇÃO 2019

ERRATA Nº 1 – ITEM 11. DISPOSIÇÕES GERAIS / CONCURSO 2019

ERRATA Nº 2 DA CHAMADA PÚBLICA / CONCURSO 2019

 

BIBLIOGRAFIA DA PROVA DE MESTRADO 

QUESTÃO 1 – Gênero e ciência: modernização republicana e estratégias de visibilidade feminina no Brasil 

AZEVEDO, Nara; FERREIRA, Luiz Otávio. Modernização, políticas públicas e sistema de gênero no Brasil: educação e profissionalização feminina entre as década de 1920 e 1940. Cadernos Pagu, v. 27, julho-dezembro de 2006, p. 213-254.
http://www.scielo.br/pdf/cpa/n27/32143.pdf 

MOTT, Maria Lucia et alli. 'Moças e senhoras dentistas': formação, titulação e mercado de trabalho nas primeiras décadas da República. História, Ciências, Saúde – Manguinhos, v. 15, suplemento, 2008, p. 97-116.
http://www.scielo.br/pdf/hcsm/v15s0/05.pdf

FREIRE, Maria Martha de Luna. ‘Ser mãe é uma ciência’: mulheres, médicos e a construção da maternidade científica na década de 1920. História, Ciências, Saúde - Manguinhos v. 15, suplemento, 2008, p. 153-171.
http://www.scielo.br/pdf/hcsm/v15s0/08.pdf


QUESTÃO 2 - Saúde e doenças no Brasil escravista 

PIMENTA, Tânia; GOMES, Flávio e KODAMA, Kaori. Das enfermidades cativas: para uma história da saúde e das doenças do Brasil escravista. In: TEIXEIRA, Luiz Antonio; PIMENTA, Tânia Salgado; HOCHMAN, Gilberto (eds). História da Saúde no Brasil. Rio de Janeiro: HUCITEC, 2018. p.67-100. 
História da Saúde no Brasil. Rio de Janeiro HUCITEC, 2018. p.67-100.pdf

BARBOSA, Keith. Escravos, senhores e médicos nas fazendas de Cantagalo, século XIX. In: PIMENTA, Tânia Salgado; GOMES, Flávio (eds). Escravidão, doenças e práticas de cura no Brasil. Rio de Janeiro: Outras letras, 2016. p. 90-113. 
https://www.arca.fiocruz.br/bitstream/icict/16601/2/Escravidao_doencas_e_praticas_de_cura_completo.pdf

PEREIRA, Júlio César Medeiros da S. ‘A América devora os pretos’: teses médicas, manuais de fazendeiros e grandes escravarias. In: PIMENTA, Tânia Salgado; GOMES, Flávio (eds.). Escravidão, doenças e práticas de cura no Brasil. Rio de Janeiro: Outras letras, 2016. p.114-129. 
https://www.arca.fiocruz.br/bitstream/icict/16601/2/Escravidao_doencas_e_praticas_de_cura_completo.pdf

QUESTÃO 3 - História social das doenças: trajetórias e experiências individuais 

BERTOLLI Filho, Claudio. Vozes da Tuberculose. In: História social da tuberculose e do tuberculoso: 1900-1950. Rio de Janeiro, Editora Fiocruz, 2001, pp.191-213.
http://books.scielo.org/id/4/pdf/bertolli-9788575412886-12.pdf 

PORTO, Ângela. A vida inteira que podia ter sido e que não foi: trajetória de um poeta tísico. História, Ciências, Saúde-Manguinhos, 2000, v. 6, n.3, pp. 523-550.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-59702000000400003&lng=en&nrm=iso&tlng=pt  

VIANNA, Eliza da Silva; NASCIMENTO, Dilene R. ‘Nunca me senti tão maldito’: o estigma e a epidemia de AIDS no Brasil. In: FRANCO, Sebastião Pimentel; NASCIMENTO, Dilene R.; MACIEL, Ethel Leonor Noia (eds). Uma história brasileira das doenças - volume 4. Belo Horizonte: Fino Traço, 2013.
Uma história brasileira das doenças - volume 4.pdf

map

Centro de Documentação e História da Saúde (CDHS) - sala 307
Fundação Oswaldo Cruz Av. Brasil, 4365, Manguinhos - Rio de Janeiro. CEP 21040-900
Tel.: (+ 55 21) 3865-2286 / 3865-2287 / 3865-2288
Email:  O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Todo o conteúdo do Portal COC pode ser copiado, distribuído, exibido e reproduzido livremente, para fins não comerciais, desde que seja citada a fonte. A utilização para fins comerciais está sujeita a uma licença da COC/Fiocruz